Sem a imunização completa dos profissionais da educação, escolas particulares voltam a receber alunos presencialmente em Conquista

Por - 12 de julho de 2021

Após a ocupação dos leitos de UTI ultrapassarem 90% nos dias 9 e 10, escolas retomam atividades presencias com taxa em 84,2%; Prefeitura de Conquista solicita protocolos de saúde das instituições

Nas redes sociais das instituições de ensino privadas, anúncios e chamados para o retorno às atividades presenciais. Nas carteiras de vacinação, apenas a primeira dose do imunizante contra a covid-19 aplicada nos profissionais da educação. Nos boletins epidemiológicos, altos índices de ocupação dos leitos de Unidades Terapêuticas Intensivas (UTIs). Esse é o cenário em que, nesta segunda-feira, 12, as aulas semipresenciais começaram nas escolas privadas de Vitória da Conquista.

Já nas escolas públicas, os profissionais da educação retomaram as atividades presenciais hoje, 12, mas as aulas semipresenciais só devem iniciar no próximo mês. No último sábado, 10, a vigilância sanitária começou a visitar as instituições privadas e observar as condições para o retorno. Porém, as escolas ainda devem apresentar um protocolo de retorno às aulas para o órgão.

Segundo o coordenador da vigilância, Maico Mares, em publicação da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista (PMVC), o Executivo tem “exigido, além da adequação da estrutura física, a renovação de ar nas escolas, para que não haja nenhuma sala com ventilação confinada com riscos à saúde ou aumento da contaminação, além de todos os cuidados sanitários exigidos, como dispenser de álcool em gel ou líquido, e aferição de temperatura de professores, alunos e trabalhadores na entrada e saída da escola”.

O retorno às atividades presenciais não repercutiu bem nas redes sociais da Prefeitura e os sindicatos que representam os profissionais da educação do município são contra as atividades presenciais, mas nos perfis do Instagram de algumas escolas, os pais têm parabenizado as instituições e publicado imagens da ida das crianças para as aulas.

Apesar de 4.175 profissionais da educação básica terem tomado a 1ª dose da vacina, nenhum recebeu a segunda, segundo dados da vacinação da Secretária de Saúde do Estado (Sesab). Ainda faltam imunizar aqueles que têm 35 anos ou menos, visto que os que estão na faixa etária entre 35 e 39 só puderam se vacinar um dia e não constam na planilha do Governo do Estado.

Segundo o boletim epidemiológico publicado nesta segunda-feira, 12, quatro pessoas morreram em decorrência do novo coronavírus em Vitória da Conquista, completando 564 mortes no município.

Gosta do nosso trabalho? Então considere apoiar o Conquista Repórter. Doe qualquer valor pela chave PIX 77999214805 ou assine a nossa campanha de financiamento coletivo no Catarse. Assim, você nos ajuda a fortalecer o jornalismo independente que Vitória da Conquista precisa e merece!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • some
  • Somos uma organização de mídia independente que produz jornalismo local em defesa dos direitos humanos e da democracia no sertão baiano.
  • Apoie

© 2021-2024 | Conquista Repórter. Todos os direitos reservados.