Covid-19: Após usar justificativa xenofóbica para atraso na vacinação, Prefeitura de Conquista inicia aplicação da 1ª dose em pessoas com menos de 30 anos

Por - 23 de agosto de 2021

Nota publicada pelo Executivo na última sexta-feira, 20, foi alvo de críticas no Twitter e suscitou debates acerca da universalidade do Sistema Único de Saúde (SUS)

Começou nesta segunda-feira, 23, em Vitória da Conquista, a vacinação contra a covid-19 em pessoas com menos de 30 anos, após seguidas reclamações acerca da lentidão da imunização por faixa etária no município. Na última sexta-feira, 20, a Prefeitura publicou uma nota, explicando os motivos do atraso, mas foi questionada por usar uma justificativa xenofóbica para esclarecer por que a cidade demorou para vacinar a população jovem.

De acordo com a nota, um dos fatores para o atraso foi “a quantidade de pessoas que são de outras cidades mas residem em Vitória da Conquista e procuram pelos pontos de vacinação para serem imunizados e são atendidos, como preconiza o Sistema Único de Saúde (SUS)”.

Nas redes sociais, a afirmação causou polêmica e foi considerada xenofóbica por diversos internautas. “Tô falando desse papo recheado de xenofobia e certo elitismo desde o início da pandemia”, disse um usuário do Twitter. “Na hora de ostentar que Conquista é polo de saúde é muito bom e quando as pessoas vêm gastar aqui é uma delícia”, ironizou outro internauta.

O assunto suscitou debates acerca da universalidade do Sistema Único de Saúde (SUS). “Alguém avisou à Secretaria [Municipal] de Saúde que SUS significa Sistema ÚNICO de Saúde?”, perguntou um usuário. A “legalidade” da vacinação também virou assunto, visto que uma internauta comentou: “o povo que mora aqui mas não é natural daqui não pode [se vacinar]? Meu Deus minha pafaizer [Pfizer] foi ilegal”.

Na mesma nota que foi alvo de críticas, o Executivo destacou ainda que há a possibilidade de o número de habitantes em Conquista estimado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no ano passado – 341.128 – não corresponder à real população do município atualmente. A incerteza existe, sobretudo, porque o censo demográfico que deveria ter sido feito em 2020 foi cancelado pelo Governo Federal.

Outras críticas

A organização da vacinação no município também vem sendo criticada pela população. Ainda na sexta, 20, uma seguidora do Conquista Repórter nos relatou que tentou se vacinar por meio da “xepa”, com as doses que poderiam sobrar no ponto de vacinação da Fainor (Faculdade Independente do Nordeste), mas, segundo ela, até quem estava na faixa etária autorizada pelo cronograma oficial teve dificuldade para ser imunizado.

Isso porque, de acordo com o relato, a equipe de imunização estava se recusando a abrir um novo pote de vacinas para atender a um rapaz que havia chegado para se vacinar até que houvesse o quantitativo de pessoas correspondente ao número de doses disponíveis no frasco. “A sorte do rapaz [foi] que chegou +5 pessoas na hora. Mas achei absurdo eles terem negado vacina a quem tinha direito”, complementou.

Relatos parecidos podem ser encontrados nos comentários de publicações no perfil oficial da Prefeitura no Instagram. “Quando pararam de aplicar as vacinas com medo de sobrar e ter que ir para xepa, tive que ouvir que é egoísmo dos jovens querer vacina”, contou uma usuária.

Mutirões

Com a realização dos mutirões destas segunda, 23, e terça-feira, 24, a faixa etária da vacinação diminuirá para 26 anos. As doses aplicadas durante esses dias fazem parte de um lote de mais de 714 mil vacinas que chegaram à Bahia na sexta-feira, 20. Já nesse domingo, 22, o Governo do Estado anunciou a chegada de mais 564 mil imunizantes, divididos em três remessas.

Ontem, 22, chegaram 170.600 doses de Sinovac/Coronavac, às 9h40. A segunda remessa, com 164.970 doses do imunizante produzido pela Pfizer/BioNTech, desembarcou às 16h50, no aeroporto de Salvador. E hoje, 23, às 19h05, foram recebidas mais 229.000 doses de vacinas da Oxford/AstraZeneca. Com isso, a Prefeitura pode avançar ainda mais com a imunização da população com idade inferior aos 30 anos até o fim desta semana.

A gestão municipal também atualizou os dados da cobertura vacinal contra a covid-19, em nota publicada no seu site oficial. Segundo o Executivo, mais de 187 mil pessoas já foram vacinadas com a 1ª dose, o que representa 54,92% da população em geral e 75,14% da população com 18 anos ou mais.

Em relação à 2ª dose, até sábado, 21, já haviam sido aplicados 78.069 imunizantes. De dose única foram vacinadas 3.865 pessoas, somando 81.934 moradores completamente imunizados, o que equivale a 24,01% da população total e a 32,86% da população a partir de 18 anos. Confira o vacinômetro completo abaixo:

Gosta do nosso trabalho? Então considere apoiar o Conquista Repórter. Doe qualquer valor pela chave PIX 77999214805 ou assine a nossa campanha de financiamento coletivo no Catarse. Assim, você nos ajuda a fortalecer o jornalismo independente que Vitória da Conquista precisa e merece!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • some
  • Somos uma organização de mídia independente que produz jornalismo local em defesa dos direitos humanos e da democracia no sertão baiano.
  • Apoie

© 2021-2024 | Conquista Repórter. Todos os direitos reservados.