Parque Lagoa das Bateias está abandonado pela gestão municipal, aponta comerciante

Por - 27 de janeiro de 2022

Com mato alto, brinquedos infantis quebrados e mau cheiro causado pelo esgoto, o espaço necessita de revitalização.

O sustento de Noélia Silva, comerciante, depende do trabalho que realiza em seu quiosque no Parque Municipal Lagoa das Bateias, área de aproximadamente 53 hectares localizada na zona oeste de Vitória da Conquista. O espaço, que deveria funcionar como um ambiente de lazer para a população, tem sofrido as consequências do abandono por parte do Poder Público. “Estou vendo muitas praças sendo reformadas. Mas a lagoa está aqui, jogada, abandonada”, disse a vendedora.

A falta de manutenção e preservação do local afeta diretamente o comércio de Noélia, já que o mau cheiro, provocado pela junção de água acumulada e esgoto, afasta os visitantes, além de contribuir para a proliferação de doenças como a dengue. Segundo a comerciante, no verão, era possível observar uma grande movimento de pessoas no parque, mas essa não é mais uma realidade. “Era para isso aqui estar cheio nessa época, mas hoje não temos mais frequência”, explicou.

Em períodos de chuva, a água acumulada se junta ao esgoto, o que causa mau cheiro no local. Foto: Conquista Repórter.

Além dos quiosques, o Parque Lagoa das Bateias conta com um parquinho infantil e um museu, que recebe poucos visitantes. Na porta, uma placa avisa a quem chega que o espaço foi fechado para manutenção do acervo. Já os brinquedos do parquinho estão quebrados, enferrujados e escondidos pelo mato. “Os pais trazem as crianças para cá e correm o risco de cortar os pés. Quem mora aqui e tem 5 ou 6 filhos, não tem condições de levar eles até uma outra praça, então só tem a Lagoa”, contou Noélia.

Para a vendedora, os incêndios que costumam acontecer no local são resultado da falta de segurança no parque. Em setembro de 2021, as chamas que tomaram conta do espaço se tornaram manchetes em veículos jornalísticos locais e nacionais. A suspeita era de que o fogo tivesse sido provocado por ação criminosa. No mês de outubro de 2020, outro incêndio já havia ocorrido na localidade.

“Eu não tenho nada contra as reformas nas praças, só queria que cuidassem também da Lagoa das Bateias. Peço não só por mim, mas por toda a população”, afirmou Noélia. Nossa reportagem solicitou, via e-mail, um posicionamento da Prefeitura de Conquista a respeito do abandono do parque. Mas até o fechamento desta matéria, não havíamos recebido resposta.

No plano de governo apresentado pela chapa do ex-prefeito, Herzem Gusmão (MDB), e da atual chefe do Executivo municipal, Sheila Lemos (DEM), durante as eleições municipais de 2020, há duas menções ao Parque Lagoa das Bateias, nas páginas 13 e 14.

Na seção “Meio Ambiente”, uma das promessas dos candidatos é buscar recursos junto aos governos estadual e federal para recuperação do espaço. Já no item “Trabalho, Comércio, Indústria, Emprego e Renda”, a coligação promete a criação de um circuito de museus, que inclui o equipamento das Bateias.

Foto de capa: Conquista Repórter.

Gosta do nosso trabalho? Então considere apoiar o Conquista Repórter. Doe qualquer valor pela chave PIX 77999214805 ou assine a nossa campanha de financiamento coletivo no Catarse. Assim, você nos ajuda a fortalecer o jornalismo independente que Vitória da Conquista precisa e merece!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • some
  • Somos uma organização de mídia independente que produz jornalismo local em defesa dos direitos humanos e da democracia no sertão baiano.
  • Apoie

© 2021-2024 | Conquista Repórter. Todos os direitos reservados.