CazAzul retoma atividades com oficinas de teatro para crianças, adolescentes e mulheres

Por - 19 de setembro de 2023

As aulas terão início a partir de 26 de setembro, no Lá Brincante. A oficina para mulheres possui vagas exclusivas e gratuitas para pessoas trans, negras e com deficiência.

Com oficinas de teatro para diferentes públicos, a CazAzul Teatro Escola retoma as ações de formação artística, após um período de pausa nas atividades devido à pandemia da covid-19 e da despedida do espaço físico que acolhia alunos(as) e professores(as), em 2020. Em parceria com o Lá Brincante, a partir deste mês de setembro, serão oferecidas aulas para adolescentes, crianças e mulheres. Cada turma deverá ter no máximo 12 alunos(as) e as inscrições estão abertas até o preenchimento de todas as vagas.

“A CazAzul é um espaço de muito afeto, que se estabeleceu na cidade com um processo intenso de formação em teatro e de produção artística através do NumCa (Núcleo de Montagem da CazAzul). E onde quer que eu vá, as pessoas perguntam quando vamos voltar e nos relatam como esse projeto transformou suas vidas”, conta Adriana Amorim, atriz, professora e idealizadora da CazAzul.

No segundo semestre de 2023, o retorno tão aguardado está muito próximo de acontecer. Ministrada pela própria Adriana, a Oficina de Teatro Essencial para Mulheres Exaustas será realizada de 26 de setembro a 5 de dezembro, sempre às terças-feiras, a partir das 19h. Os alunos e alunas serão recebidos(as) no Lá Brincante, localizado na Av. Luís Eduardo Magalhães, 335, bairro Candeias.

As inscrições para a oficina voltada para mulheres podem ser feitas via formulário online. As vagas serão distribuídas de forma a garantir a inclusão e a diversidade no processo artístico-formativo. “O objetivo é promover um encontro de mulheres diversas”, explica Adriana. Das 12 vagas, oito são gratuitas e direcionadas para pessoas de baixa renda, sendo duas para mulheres trans, travestis ou pessoas não binárias; duas para mulheres negras; duas para mulheres com deficiência; e outras duas inscrições reservadas para mulheres sem marcadores específicos, mas que não tenham condições de pagar pelas aulas.

As quatro vagas restantes estão disponíveis para mulheres que possam contribuir financeiramente com a realização da oficina. O pagamento deve ser combinado via WhatsApp (77 98814-1042). “Resolvemos abrir ‘cotas’ para pessoas pagantes. Precisamos remunerar os(as) professores(as), a equipe, por isso essa atividade em específico tem vagas para pessoas que possam pagar e contribuir com a manutenção do espaço”, explica Adriana.

Outras duas oficinas serão realizadas no mês de setembro pela equipe da CazAzul, também no Lá Brincante. Sob a responsabilidade do professor Vicente di Paulo, haverá a Oficina de Teatro para adolescentes (in)quietos demais e a Oficina de Teatro para (fazer) crianças felizes. Para participar de ambas, é preciso contribuir com um valor pré-estabelecido (consulta via WhatsApp – 77 98814-1042).

Registro da 5ª Mostra Culte da CazAzul – Espetáculo Canto e Grito Liberdade. Foto: Lari Carinhanha (Vale Assessoria).

A primeira oficina, voltada para o público de 11 a 18 anos, acontecerá sempre a partir das 15h, de 26 de setembro a 5 de dezembro. Já a segunda, com foco na faixa etária infantil, de 6 a 10 anos, será ministrada aos sábados, de 30 de setembro a 2 de dezembro. Os interessados e interessadas em qualquer uma das oficinas podem fazer aulas experimentais.

“É tudo uma experimentação, mas sabemos que vai nos fazer muito bem. Me sinto feliz de estar retomando esse projeto, porque a CazAzul é muito importante para todo mundo que fez parte dela. E estamos voltando com grandes profissionais e parceiros, que tem muita experiência e afeto pelas pessoas e pela arte”, destaca Adriana Amorim.

Foto de capa: Vale Assessoria.

Gosta do nosso trabalho? Então considere apoiar o Conquista Repórter. Doe qualquer valor pela chave PIX 77999214805 ou assine a nossa campanha de financiamento coletivo no Catarse. Assim, você nos ajuda a fortalecer o jornalismo independente que Vitória da Conquista precisa e merece!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • some
  • Somos uma organização de mídia independente que produz jornalismo local em defesa dos direitos humanos e da democracia no sertão baiano.
  • Apoie

© 2021-2024 | Conquista Repórter. Todos os direitos reservados.