Festival debate comunicação, cultura e jornalismo com foco na diversidade

Por - 19 de agosto de 2022

O 'Fala!' acontece presencialmente em Salvador, de 25 a 27 de agosto, com transmissão ao vivo pelo Youtube. A entrada é gratuita.

Em sua terceira edição, o Fala! – Festival de Comunicação, Cultura e Jornalismo de Causas acontece entre os dias 25 e 27 de agosto, no Teatro Gregório de Mattos, em Salvador. Neste ano, o evento discute o papel dos meios de comunicação e como eles podem servir de apoio para uma sociedade mais democrática e diversa, rompendo com os padrões do jornalismo tradicional. A programação conta com palestras, debates e oficinas sobre temas como direito à comunicação, pluralidade e representatividade.

As ações do festival serão realizadas de forma gratuita, com transmissão ao vivo através do Youtube. Segundo a organização, essa edição permeia assuntos “relacionados ao papel dos meios de comunicação na democracia, direitos humanos, movimentos sociais, cultura, combate ao silenciamento, jornalismo posicionado e novas formas de ver o mundo”. Os ingressos podem ser obtidos na plataforma Sympla.

Na próxima quinta-feira, 25, a mesa de abertura começa às 19h30, com discussões sobre como os ideais de uma sociedade igualitária e verdadeiramente democrática podem impulsionar uma agenda política de oposição ao avanço do autoritarismo, do preconceito e da violência. Entre os palestrantes estão pesquisadores em comunicação, jornalistas, professores, comunicadores e ativistas culturais.

O segundo dia do festival começa com um painel intitulado ‘Entre redes e ruas: que democracia é essa?’, mediado por Rosane Borges, doutora em ciência da comunicação pela Escola de Comunicação da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Participam do debate Michel Silva, cofundador do jornal ‘Fala Roça’; Midiã Noelle, jornalista e mestra em cultura pela Universidade Federal da Bahia (UFBA); e Célia Tupinambá, líder indígena, professora, intelectual e artista da aldeia Serra do Padeiro.

No sábado, 27, a programação segue com a cofundadora do portal ‘Nós, Mulheres da Periferia’, Semayat Oliveira, apresentando a mesa ‘Novas formas de ver e contar o mundo’. O evento se encerra com um diálogo sobre a comunicação posicionada que dialoga com a arte e a cultura. Estarão presentes representantes dos veículos de comunicação Marco Zero Conteúdo, Ponte Jornalismo e 1 Papo Reto.

Durante os dias de festival, também serão realizadas oficinas presenciais, que acontecerão no Espaço Cultural Boca de Brasa, a fim de desenvolver atividades práticas sobre arte, cultura, pesquisa e comunicação. Aline Midlej, jornalista da Globo News, Daiene Mendes, do Repórter Sem Fronteiras, e Charô Nunes, da organização Blogueiras Negras, serão algumas das ministrantes.

Confira a programação completa aqui.

Foto de capa: Daniel Arroyo / Reprodução @festivalfala.

Gosta do nosso trabalho? Então considere apoiar o Conquista Repórter. Doe qualquer valor pela chave PIX 77999214805 ou assine a nossa campanha de financiamento coletivo no Catarse. Assim, você nos ajuda a fortalecer o jornalismo independente que Vitória da Conquista precisa e merece!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • some
  • Somos uma organização de mídia independente que produz jornalismo local em defesa dos direitos humanos e da democracia no sertão baiano.
  • Apoie

© 2021-2024 | Conquista Repórter. Todos os direitos reservados.