Artigo | A xenofobia sudestina do presidente Jair Bolsonaro

Por - 7 de outubro de 2022

Estimulados pelo atual presidente da República, comentários xenofóbicos contra nordestinos partem, principalmente, de uma elite nefasta que pensa que somos seres inferiores.

Em live transmitida na noite da última quarta-feira, 5, o candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) endossou os ataques a nordestinos que vêm sendo feitos por bolsonaristas nas redes sociais, ao associar a vitória de Lula na região ao “analfabetismo” e à “falta de cultura”. 

Bolsonaro sempre nos ofendeu. Passou a vida inteira criticando os nordestinos: “pau de arara”, “cabeção”, “paraíba”. Ele nos humilha só por termos nascidos aqui.

Lula ganhou de Bolsonaro no exterior. Mas o atual presidente chamou os eleitores do exterior de analfabetos?

O canalha da República não sabe articular nem uma frase corretamente. Errou a ortografia quando assinou o livro de condolências da rainha Elizabeth.

Nós, nordestinos, não somos analfabetos. Mas é bom deixar claro que sabedoria e experiência de vida não estão atreladas, necessariamente, ao letramento.

Mas só pra citar poucos entre os grandes nordestinos das letras: Raquel de Queiroz, Graciliano Ramos, João Cabral de Melo Neto, Ariano Suassuna, Josué Montello, Patativa do Assaré, João Ubaldo Ribeiro, Rachel de Queiroz, Ferreira Gullar, Jorge Amado, Tobias Barreto, Augusto dos Anjos, Nísia Floresta.

Nordestinos estão no Nordeste, mas também espalhados por todo país. Quantas nordestinas, quantos nordestinos, filhas, filhos, netas e netos de gente nascida no Nordeste há hoje Brasil afora? Só em São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal, vivem mais de 5 milhões.

A xenofobia contra nordestinos, incentivada por declarações de Bolsonaro, corre solta nas redes sociais. São comentários que dão nojo e asco só em começar a ouvir. Partem de uma elite nefasta e escravocrata que pensa que somos seres inferiores.

Nordestino que se preze não esquece os conterrâneos e defende sua terra.

Nordestino é povo de caráter, fibra moral e integridade. Não troca a honra e a convicção pela submissão a miliciano.

É por isso que, no segundo turno, a vitória de Lula no Nordeste vai ser ainda maior.

*Foto de capa: Divulgação / Presidência da República.

*Cláudio Carvalho é professor do curso de Direito da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) e co-autor do livro “O direito à cidade”. É doutor em Desenvolvimento e Planejamento Urbano pela Universidade Salvador (UNIFACS) e possui mestrado em Direito pela Universidade Católica de Santos (UNISANTOS).

Gosta do nosso trabalho? Então considere apoiar o Conquista Repórter. Doe qualquer valor pela chave PIX 77999214805 ou assine a nossa campanha de financiamento coletivo no Catarse. Assim, você nos ajuda a fortalecer o jornalismo independente que Vitória da Conquista precisa e merece!

Uma resposta para “Artigo | A xenofobia sudestina do presidente Jair Bolsonaro”

  1. Carlos dias disse:

    Acorda pessoal este negócio de xenefobia contra o BOLSONARO é falso.ouvi a rádio jovem pan.tem jornalista de esquerda e direita.sou de macarani.fui sub.comadante do tiro de guerra de conquista.so quero o bem de vocês.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • some
  • Somos uma organização de mídia independente que produz jornalismo local em defesa dos direitos humanos e da democracia no sertão baiano.
  • Apoie

© 2021-2024 | Conquista Repórter. Todos os direitos reservados.