Projeto leva contação de histórias indígenas e afro-brasileiras para comunidades de Vitória da Conquista

Por - 17 de maio de 2024

Cada associação poderá solicitar e agendar até duas apresentações. Ação é proposta pelo Projeto Social Maria Nilza, que atende pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica na zona oeste da cidade.

Incentivar a leitura e promover a valorização da cultura dos povos indígenas e afro-brasileiros. São esses os objetivos de uma ação proposta pelo Projeto Social Maria Nilza, que atende pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica no bairro Patagônia e regiões próximas, em Vitória da Conquista. Intitulado “Delivery de Contação de Histórias Afro-brasileiras e Indígenas”, o programa irá levar gratuitamente contações lúdicas de histórias infantis para associações comunitárias, rurais, quilombolas e pontos de cultura do município.

Cada instituição poderá solicitar e agendar até duas apresentações. Os pedidos devem ser realizados via WhatsApp, através do telefone (77) 99810-6206. As associações poderão escolher entre sete opções de histórias infantis, sendo que todas as obras abordam temáticas relacionadas aos povos indígenas e afro-brasileiros. As contações lúdicas serão realizadas de 20 de maio até 12 de outubro.

Entre as possibilidades de histórias, estão: “Sinto que Sinto”, de Lázaro Ramos; “A galinha d’angola”, de Gercilga de Almeida; “As bonecas da vó Maria”, de Mel Duarte; “A linda menina de Angola”, de Ana Gizélia Vieira; “Um lugar para todo”, história indígena Munduruku; “Txopai e Itôhã”, história indígena do povo Pataxó; e “Pequenas Guerreiras”, de Yaguarê Yamã. O pacote de delivery inclui também 1 flyer para redes sociais e 4 cartazes para auxiliar na divulgação da atividade nas comunidades ou povoados.

As apresentações lúdicas serão feitas por Juliana Varges Ferraz, a Tia Juju, que é professora de redação e artes e alfabetizadora voluntária no Projeto Social Maria Nilza. Ela também assina a montagem, produção de fantoches e direção artística do “Delivery de Contação de Histórias”. Todas as sessões contarão com intérpretes de Libras (Língua Brasileira de Sinais) e acompanhamento de uma profissional de psicologia à disposição para atendimento às crianças com deficiência física, intelectual ou sensorial.

O projeto “Delivery de Contação de Histórias” foi contemplado nos Editais da Paulo Gustavo Bahia e tem apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria de Cultura, via Lei Paulo Gustavo, direcionada pelo Ministério da Cultura – Governo Federal. A Lei Paulo Gustavo Bahia (PGBA) foi criada para a efetivação das ações emergenciais de apoio ao setor cultural, visando cumprir a Lei Complementar nº 195/2022.

Gosta do nosso trabalho? Então considere apoiar o Conquista Repórter. Doe qualquer valor pela chave PIX 77999214805 ou assine a nossa campanha de financiamento coletivo no Catarse. Assim, você nos ajuda a fortalecer o jornalismo independente que Vitória da Conquista precisa e merece!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • some
  • Somos uma organização de mídia independente que produz jornalismo local em defesa dos direitos humanos e da democracia no sertão baiano.
  • Apoie

© 2021-2024 | Conquista Repórter. Todos os direitos reservados.