Feira Literária de Mucugê retorna ao formato presencial com tema Literatura e Ancestralidades

Por - 3 de junho de 2022

O evento acontece entre os dias 10 e 14 de agosto. A programação inclui atividades voltadas para crianças, jovens, adultos e idosos.

Com o tema Literatura e Ancestralidades, a Fligê (Feira Literária de Mucugê) volta a acontecer de forma presencial, em sua 5ª edição, entre os dias 10 e 14 de agosto. A programação do evento inclui mesas literárias, oficinas, leituras guiadas, espetáculos, performances artísticas e outras atividades voltadas para crianças, jovens, adultos e idosos. Neste ano, a feira irá reunir narrativas dos anos de 2020 a 2022, que dialogam sobre a importância de se falar, pensar e sentir as ancestralidades.

A última edição da Fligê ocorreu em 2019 e homenageou o poeta baiano, Castro Alves. Em 2022, após o avanço da vacinação contra a covid-19, a tradicional festa literária teve o seu retorno anunciado através das redes sociais oficiais do evento. Segundo a organização, na 5ª edição, será realçada a matriz de ancestralidade presente na obra de escritores e escritoras brasileiras.

A programação completa da Fligê 2022 ainda não foi anunciada, mas de acordo com a assessoria de comunicação, será construída a partir “das extrações conceituais de ancestralidades, presentes nas literaturas indígenas, negras, tradições culturais, oralidades, etc. E tudo isso encontrará espaço no diálogo com outras expressões artísticas, como o teatro, o cinema, a música”.

No perfil da Fligê no Instagram, a equipe vem realizando publicações que contam um pouco da história e obra de escritores brasileiros, como Jorge Amado, Carolina de Jesus, Ariano Suassuna, Daniel Munduruku e Graça Graúna. Mas ainda não há data definida para o anúncio da programação ou da personalidade que será homenageada este ano.

O evento conta com apoio do Governo do Estado da Bahia, por meio de emendas parlamentares vinculadas, da Prefeitura Municipal de Mucugê, além da parceria com instituições de educação estadual e federal e de coletivos e grupos culturais.

Foto de capa: Vinicius Brito.

Gosta do nosso trabalho? Então considere apoiar o Conquista Repórter. Doe qualquer valor pela chave PIX 77999214805 ou assine a nossa campanha de financiamento coletivo no Catarse. Assim, você nos ajuda a fortalecer o jornalismo independente que Vitória da Conquista precisa e merece!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • some
  • Somos uma organização de mídia independente que produz jornalismo local em defesa dos direitos humanos e da democracia no sertão baiano.
  • Apoie

© 2021-2024 | Conquista Repórter. Todos os direitos reservados.