Programa Janela Indiscreta abre inscrições para mostras de cinema infantil e juvenil

Por - 19 de outubro de 2021

Nas edições de 2021, serão selecionados curtas-metragens produzidos exclusivamente na Bahia; Diretores e produtores podem se inscrever até 24 de outubro

Estão abertas as inscrições para a 7ª Mostrinha de Cinema Infantil e para a 2ª Mostra Juvenil de Vitória da Conquista. Os eventos realizados pelo Programa Janela Indiscreta Cinema e Audiovisual, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), acontecerão de forma on-line e gratuita, entre novembro e dezembro deste ano. Nas edições de 2021, serão selecionados curtas-metragens produzidos exclusivamente na Bahia.

Diretores e produtores têm até o próximo domingo, 24, para inscrever suas obras audiovisuais voltadas para o público infantil ou juvenil. Somente filmes finalizados entre janeiro de 2017 e outubro de 2021 poderão participar dos eventos. Além disso, os curtas baianos precisam ter, no máximo, 25 minutos de duração e fazer parte dos gêneros documental, ficcional, experimental e/ou animação.

As inscrições, que são totalmente gratuitas, podem ser realizadas através de um formulário on-line. Já as condições de participação estão apresentadas no regulamento, também acessível virtualmente. Após a análise dos inscritos, feita pela equipe de curadoria, as produções escolhidas serão exibidas e estarão disponíveis por 30 dias consecutivos nos sites oficiais das mostras, que ocorrerão simultaneamente.

Além dos curtas-metragens selecionados, serão exibidos filmes já apresentados ao público em edições anteriores. As produções farão parte das mostras especiais. Entre elas, estão previstas na programação a “retrospectiva baiana” e outra com curadoria da Semente – Escola de Educação Audiovisual, sediada na Paraíba e parceira na 7ª Mostrinha de Cinema Infantil. É importante destacar que ambos os eventos são gratuitos e abertos ao público.

Formação cultural para e pelo cinema e audiovisual

A 1ª edição da Mostrinha aconteceu em 2010. Foram cinco eventos subsequentes até o ano de 2014. Três anos depois, em 2017, além da 6ª ação direcionada ao público infantil, ocorreu a 1ª Mostra Juvenil. De acordo com Raquel Costa, coordenadora do Janela Indiscreta, desde a fundação do programa, em 1992, há uma preocupação com a formação cultural do público infantil e juvenil para e pelo cinema e audiovisual.

“Há alguns anos, pudemos concretizar o antigo desejo da equipe [do Janela Indiscreta], que era promover uma ação sistematizada de exibição e formação voltada para o público infantil, que possibilitasse o acesso de crianças da rede pública de ensino à filmes brasileiros feitos especialmente para esse público”, explicou Raquel.

Além das duas mostras que retornam em 2021, pela primeira vez de forma totalmente on-line, o Programa de Extensão da Uesb, Janela Indiscreta, organiza e põe em prática uma série de ações com foco na formação de público para o cinema mundial e brasileiro, sempre interligando a relação cinema-educação. Mesmo com a pandemia da covid-19, atividades formativas continuaram sendo promovidas, com formatos adaptados.

Segundo a coordenadora do programa, assim como todos os setores da sociedade, o Janela Indiscreta teve que se ajustar à nova realidade em razão da crise sanitária. Porém, ainda assim, respeitando o isolamento social, foi possível manter alguns ações com a ajuda da tecnologia. “Tivemos que encontrar formas de continuar, por exemplo, com as ações de comentários [de filmes], com as obras que já estavam disponíveis na internet em tempo hábil de divulgação para que as pessoas pudessem participar”, contou.

Outros projetos, como as formações online, tiveram condições de continuar durante a pandemia. Entre julho e outubro deste ano, o programa promoveu o curso “Direção de Fotografia para Documentário”. Foram dez masterclasses conduzidas por professores, pesquisadores e diretores de vários lugares do país. “Nós fomos buscando alternativas, vendo como e se a gente poderia continuar com ações que já eram realizadas. Além disso, outras iniciativas que ainda não existiam, já nasceram no formato virtual para o público interessado no cinema e audiovisual”, disse Raquel Costa.

Fotos: Janela Indiscreta

Gosta do nosso trabalho? Então considere apoiar o Conquista Repórter. Doe qualquer valor pela chave PIX 77999214805 ou assine a nossa campanha de financiamento coletivo no Catarse. Assim, você nos ajuda a fortalecer o jornalismo independente que Vitória da Conquista precisa e merece!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • some
  • Somos uma organização de mídia independente que produz jornalismo local em defesa dos direitos humanos e da democracia no sertão baiano.
  • Apoie

© 2021-2024 | Conquista Repórter. Todos os direitos reservados.