Covid-19: Vacinômetro do Governo da Bahia aponta divergência de dados sobre a vacinação em Conquista

Por - 13 de agosto de 2021

Segundo a plataforma, dos mais de 176 mil imunizantes enviados à Prefeitura para aplicação da primeira dose, cerca de 16 mil não foram utilizados; Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) diz que dados estão desatualizados

Mais de 176 mil doses de vacinas contra a covid-19 foram distribuídas para a 1ª aplicação no município de Vitória da Conquista até esta sexta-feira, 13. De acordo com o portal Vacina Bahia, plataforma online disponibilizada pelo Governo do Estado para dar transparência aos números da vacinação, entre as exatas 176.823 doses entregues à Prefeitura da terceira maior cidade baiana, apenas 160.817 foram aplicadas.

Apesar da diferença de 16 mil doses entre o quantitativo distribuído e o aplicado, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) anunciou que a imunização em Conquista será retomada apenas na terça-feira, 17, após o final de semana e o feriado na segunda, 16. Além disso, serão vacinados com a 1ª dose apenas moradores da zona rural.

A discrepância entre os números de doses distribuídas e aplicadas não existe apenas no quantitativo da 1ª dose. O vacinômetro mostra que foram entregues ao município 91.325 vacinas para a 2ª aplicação, enquanto foram aplicadas 73.399, o que representa uma diferença de 17.926 imunizantes. Os dados foram coletados na noite desta sexta, 13.

Mas na quinta, 12, já havia uma diferença entre os índices. Eram 10 mil doses recebidas, mas não aplicadas na 1ª etapa da vacinação. Enquanto para a 2ª dose, constavam 7 mil imunizantes não utilizados. Em comentários no Instagram da Prefeitura, conquistenses notaram a divergência dos dados e solicitaram posicionamento do Executivo Municipal. “Quantas semanas passou sem atualizar [o sistema]? Porque a divergência de 10 mil doses está lá já tem um tempo. Eu não digo é nada”, comentou uma usuária.

Na rede social, outro conquistense questionou a falha de coerência entre os números. “Por que no site da transparência do estado fala que Vitória da Conquista recebeu 176 mil doses e só aplicou 160 mil? Essa Prefeitura tem que ser denunciada”. De acordo com a Secretaria Municipal de Comunicação (Secom), os dados estão desatualizados: “a equipe de imunização está atualizando os números das aplicações”, respondeu a equipe da Secom nos comentários de uma publicação.

Além da diferença entre os números no sistema do Governo da Bahia, moradores de Conquista têm questionado a decisão da SMS de não realizar a vacinação antes da terça-feira, 17, uma vez que uma nova remessa de imunizantes da Pfizer chegará ao município neste sábado, 14. Segundo publicação da SMS, serão recebidas “apenas 1.686 doses de vacina contra a covid-19”, o que corresponde a 1,38% das 121.680 que desembarcaram na Bahia nesta sexta, 13. Também chegaram 192.998 doses de CoronaVac, o que não foi citado pela PMVC.

“Segunda é feriado para a vacina, mas não é para o trabalhador?????”, perguntou um internauta. O comentário está relacionado a decisão da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas de Vitória da Conquista) e de outras entidades representantes do comércio de manter o funcionamento do setor na segunda, 16, data para a qual foi transferido o feriado de Carnaval, de acordo com decreto municipal.

Vacinação atrasada

Segundo a SMS, o atraso na vacinação ocorre por falta de doses suficientes, que não estariam sendo enviadas pelo Governo do Estado. Em entrevista à TV Sudoeste na quinta-feira, 12, a secretária Ramona Cerqueira afirmou que a pasta “trabalha de acordo com o número de vacinas que recebem”. Ainda de acordo com ela, na quarta-feira, 11, Conquista recebeu “pouco mais de 5 mil doses” o que, segundo Cerqueira, “dá para trabalhar um dia e meio”.

Nossa equipe de reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Conquista, via e-mail, para pedir esclarecimentos sobre a discrepância entre o quantitativo de doses recebido e aplicado, e também sobre a ausência de vacinação durante o final de semana e o feriado. Mas até o momento não obtivemos respostas.

Enquanto a vacinação em Conquista não avança e segue sem a aplicação de doses nos finais de semana, outros municípios na Bahia e no Brasil estão realizando mutirões para agilizar o processo de imunização.

Em Salvador, aconteceu nesta sexta, 13, uma ação para cadastramento de adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades ou deficiência física. Segundo o perfil oficial da Prefeitura da capital no Instagram, o procedimento “pretende agilizar a imunização deste público quando o Ministério da Saúde liberar a estratégia”. Na cidade, pessoas com 22 anos ou mais já estão sendo vacinadas.

Em São Paulo, jovens entre 18 e 21 anos serão vacinados em um mutirão neste final de semana. Serão 34 horas seguidas de campanha entre a manhã de sábado, 14, e às 17h do domingo, 15.

*Para a realização de denúncias em casos de irregularidades no programa de vacinação contra covid-19, o Ministério Público da Bahia disponibilizou o e-mail [email protected] e o telefone (0800 642 4577).

Foto de capa: Portal GovBahia.

Gosta do nosso trabalho? Então considere apoiar o Conquista Repórter. Doe qualquer valor pela chave PIX 77999214805 ou assine a nossa campanha de financiamento coletivo no Catarse. Assim, você nos ajuda a fortalecer o jornalismo independente que Vitória da Conquista precisa e merece!

Uma resposta para “Covid-19: Vacinômetro do Governo da Bahia aponta divergência de dados sobre a vacinação em Conquista”

  1. […] identificado também, dia 13 de agosto, uma discrepância no Vacinômetro municipal que mostra que foram entregues ao município 91.325 vacinas para a segunda aplicação, no entanto […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • some
  • Somos uma organização de mídia independente que produz jornalismo local em defesa dos direitos humanos e da democracia no sertão baiano.
  • Apoie

© 2021-2024 | Conquista Repórter. Todos os direitos reservados.