Cantoras do Beco de Dôla lançam música que resgata cultura e memória do quilombo

Por - 3 de fevereiro de 2022

Lançado nesta quinta-feira, 3, o single está disponível nas plataformas digitais de áudio. A música 'Pot-pourri de Martin Parangolá' faz parte de um projeto maior.

O grupo ‘Vozes do Beco’, composto por dez cantoras negras do Terreiro de Xangô, localizado no Beco de Dôla, em Vitória da Conquista, lançou, nesta quinta-feira, 3, o single ‘Pot-pourri de Martin Parangolá’ nas plataformas digitais de áudio. Para Laiz Gonçalves, articuladora cultural, esse trabalho artístico busca resgatar a cultura do quilombo e apresentar às pessoas a história e o legado do povo de Vó Dôla, mulher que dá nome ao beco existente há mais de oito décadas no bairro Pedrinhas.

A música, que faz parte de um projeto maior, leva o nome de uma figura importante para os integrantes do Terreiro de Xangô. “Martin é um ser singular no culto de matriz africana. Em sua última vida, essa entidade foi alguém que trabalhava no mar, como capitão, marinheiro, marujo, navegador, pessoa de população ribeirinha, pescador, canoeiro”, explicou Laiz, que também é neta de dona Dôla.

Além disso, segundo a articuladora cultural, filha de Mãe Fátima e Makota do Terreiro, o orixá “sempre esteve presente nos momentos de dificuldades de todos os filhos e de todos aqueles que precisavam de sua ajuda”. Por isso, o grupo decidiu homenageá-lo em seu primeiro lançamento musical.

Registro de atividades realizadas no Beco de Dôla no Dia da Consciência Negra, em 20 de novembro de 2021. Foto: Blog do Anderson.

Para Ricardo Marques, um dos produtores executivos do projeto, a música, assim como todas as outras que virão em seguida, são uma forma de “levar [para todos] a história de um bairro tão estigmatizado pela violência e que não tem reconhecida a sua importância na construção de Vitória da Conquista”.

Lugar de história e tradição

A história do quilombo já foi tema de artigos e dissertações de mestrado, como a pesquisa realizada pelo professor Flávio José dos Passos. “No Beco pulsa a memória coletiva de homens e mulheres que protagonizaram antigas batucadas nos carnavais de rua, quando a maioria das agremiações estava intrinsecamente ligada às religiões de matrizes africanas”, afirmou Passos em sua dissertação.

É a memória coletiva desse lugar histórico que está no centro do single lançado nesta quinta, 3, e que permeia todo o álbum, que terá músicas inéditas do grupo ‘Vozes do Beco’. De acordo com o produtor Ricardo Marques, o projeto “é um registro de músicas compostas dentro do Terreiro de Xangô e gravadas com as cantoras do Beco, integrantes de uma família com tradição cultural e musical muito forte”.

Para a articuladora e neta de Vó Dôla, o lançamento desse trabalho significa o registro da arte e cultura de seu povo. “Com o projeto, nós mostramos o legado de mulheres negras guerreiras, mães solo, que também fazem um trabalho social nas Pedrinhas, um trabalho que soma para a comunidade como um todo”.

Ouça o single ‘Pot-pourri de Martin Parangolá’ aqui.

Foto de capa: Date Sena.

Gosta do nosso trabalho? Então considere apoiar o Conquista Repórter. Doe qualquer valor pela chave PIX 77999214805 ou assine a nossa campanha de financiamento coletivo no Catarse. Assim, você nos ajuda a fortalecer o jornalismo independente que Vitória da Conquista precisa e merece!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • some
  • Somos uma organização de mídia independente que produz jornalismo local em defesa dos direitos humanos e da democracia no sertão baiano.
  • Apoie

© 2021-2024 | Conquista Repórter. Todos os direitos reservados.