Câmara de Vereadores aprova moção de aplauso para médica defensora do ‘kit covid’

Por - 28 de maio de 2021

A Drª Lara de Castro Araújo Fernandes é conhecida na cidade por defender o tratamento precoce contra a covid-19; Quem também se declarou abertamente favorável ao kit covid foi o vereador Nelson de Vivi (DEM)

Com sete votos favoráveis e seis contrários, a Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista aprovou, nesta sexta-feira, 28, uma moção de aplauso para a Drª Lara de Castro Araújo Fernandes, médica conhecida na cidade por defender o tratamento precoce contra a covid-19. Em agosto de 2020, juntamente com outros 154 profissionais conquistenses da área da saúde, ela assinou uma carta aberta à população, que defendia a eficácia dos supostos medicamentos preventivos.

A moção foi proposta pelo vereador Adinilson Pereira (MDB) e aprovada durante a sessão ordinária do legislativo. Além do autor da matéria, Nildo Freitas (PSC), Lúcia Rocha (MDB), Augusto Cândido (PSDB), Subtenente Muniz (Avante), Nelson de Vivi (DEM) e Hermínio Oliveira (PODEMOS) foram os edis que votaram a favor da homenagem.

Durante a apresentação da proposta, o vereador Adinilson (MDB) agradeceu ao presidente da Câmara Municipal, Luis Carlos Dudé (MDB), por ter apresentado ele à médica Lara de Castro. “A doutora cuidou de mim e passou toda a medicação durante todo o meu tratamento [contra a covid-19]”. Agradeço a ela e a Deus pela minha recuperação”, disse.

De acordo com o autor da moção, a médica também tratou dois assessores do seu mandato que foram contaminados com o novo coronavírus. “Eu perguntei para ela: ‘doutora, quanto a senhora cobra para cuidar deles?’ e ela me respondeu: ‘vereador, eu já cuidei de mais de 500 pessoas e não cobrei nada até hoje’”, explicou o edil.

A vereadora Viviane Sampaio (PT) foi uma entre os seis parlamentares que votaram contra a matéria legislativa. “Por não concordar com o tratamento precoce, o chamado ‘kit covid’, eu voto contra essa moção. Não quero que o dinheiro público seja gasto com medicamentos que não têm realmente eficácia e eficiência comprovada”, afirmou.

Nelson de Vivi (DEM) criticou a afirmação da vereadora. “Márcia Viviane fala isso porque é uma determinação do Partido dos Trabalhadores, partido de esquerda no Brasil”, disse. O edil ainda falou que é favorável ao tratamento precoce. “Sei dos estudos científicos que têm nisso”.

Entretanto, órgãos como a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vêm explicando desde o ano passado, 2020, que não existem remédios que previnem a infecção ou o desenvolvimento da covid-19.

Além de Viviane, Ricardo Babão (PCdoB), Chico Estrella (PTC), Valdemir Dias (PT), Alexandre Xandó (PT) e Luciano Gomes (PCdoB) foram contrários a moção. O voto de desempate foi de Hermínio Oliveira (PODEMOS), 1º vice-presidente da Mesa Diretora da Câmara, que coordenou a sessão ordinária desta sexta-feira, 28.

Gosta do nosso trabalho? Então considere apoiar o Conquista Repórter. Doe qualquer valor pela chave PIX 77999214805 ou assine a nossa campanha de financiamento coletivo no Catarse. Assim, você nos ajuda a fortalecer o jornalismo independente que Vitória da Conquista precisa e merece!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • some
  • Somos uma organização de mídia independente que produz jornalismo local em defesa dos direitos humanos e da democracia no sertão baiano.
  • Apoie

© 2021-2024 | Conquista Repórter. Todos os direitos reservados.