Eleiçoes 2022 | Homens, brancos e graduados: veja o perfil dos candidatos aos governos do Nordeste

Por - 1 de setembro de 2022

De acordo com análise da Agência Tatu, houve uma redução de mulheres e pretos e estabilidade de brancos. Dados foram coletados na base do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Com a proximidade das eleições de 2022, a Agência Tatu analisou o perfil dos candidatos ao governo em todos os estados do Nordeste. Conforme os dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a maioria dos candidatos são homens, brancos e graduados.

No pleito deste ano, foram cadastrados 74 candidatos para o cargo de governador entre todo o Nordeste, sendo sete em Alagoas, seis na Bahia, seis no Ceará, nove no Maranhão, oito na Paraíba, 11 em Pernambuco, nove no Piauí, nove no Rio Grande do Norte e nove em Sergipe. São 5 candidatos a mais que os 69 das eleições de 2018.

Disparidade de gênero

De todos os candidatos aos governos do Nordeste, somente 12 são do sexo feminino, o que representa 16,2% do total. O número teve redução na comparação com a eleição de 2018, quando havia 13 candidatas aos governos dos estados, representando 18,8% do total de candidaturas em toda a região.

Alagoas e Ceará foram os únicos estados que não tiveram nenhuma candidata nos dois anos de eleições. Já Paraíba e Sergipe permaneceram com apenas uma candidata nas duas eleições e Pernambuco teve três candidatas em ambas. Na Bahia teve uma candidata em 2018 e Maranhão teve duas candidatas, já em 2022 os dois estados não apresentaram nenhuma mulher concorrendo ao cargo do executivo estadual.

Piauí e Rio Grande do Norte foram os únicos estados do Nordeste que tiveram aumento das candidaturas femininas ao governo. Enquanto o Piauí teve três candidatas em 2018 e quatro em 2022, o Rio Grande do Norte teve duas em 2018 e três em 2022.

Raça e cor dos candidatos

Em 2022 houve um aumento na quantidade de candidatos autodeclarados pardos, redução dos pretos e estabilidade dos brancos e indígenas, em comparação com as eleições de 2018.

Nas eleições passadas 34 candidatos se declararam brancos, representando 49% do total. Já em 2022 o número foi de 35, fazendo com que o percentual se mantivesse estável. O número de pessoas que se autodeclararam pardas foi o único que teve um aumento entre os anos, totalizando 23 candidatos em 2018 (33%) e 29 em 2022 (39%).

Os candidatos autodeclarados pretos somavam 11 pessoas em 2018, sendo 16% do número total. Em 2022, o número caiu para nove candidatos, representando 12% do total. Os indígenas permaneceram com apenas um candidato nos dois anos (1%).

Grau de instrução e profissão dos candidatos

Tanto nas eleições de 2018 quanto nas de 2022, a maioria dos candidatos inscritos para o cargo de governador nos estados do Nordeste declarou possuir ensino superior completo. O grau de instrução que se destaca em seguida é o ensino médio completo e, depois, o ensino superior incompleto.

Quanto à ocupação principal dos candidatos, a que mais se destaca nas eleições 2022 é a de advogado (11). Logo em seguida, estão as profissões de senador (6), empresário (6), professor de ensino superior (5), médico (4) e deputado (4).

Nas eleições de 2018 a profissão de advogado já era a maioria entre os candidatos (10). Outras ocupações que se destacaram naquele ano foram as de governador (7), professor de ensino fundamental (4) e superior (4).

*Matéria publicada originalmente no site da Agência Tatu.

Foto de capa: Agência Tatu.

Gosta do nosso trabalho? Então considere apoiar o Conquista Repórter. Doe qualquer valor pela chave PIX 77999214805 ou assine a nossa campanha de financiamento coletivo no Catarse. Assim, você nos ajuda a fortalecer o jornalismo independente que Vitória da Conquista precisa e merece!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • some
  • Somos uma organização de mídia independente que produz jornalismo local em defesa dos direitos humanos e da democracia no sertão baiano.
  • Apoie

© 2021-2024 | Conquista Repórter. Todos os direitos reservados.