Após seis meses, Vitória da Conquista volta a ter ocupação de leitos de UTI covid-19 acima de 80%

Por - 31 de janeiro de 2022

Em 28 de julho de 2021, o município apresentou 82,9% de ocupação. Nesse período, Conquista tinha o dobro do número de leitos disponíveis atualmente para o tratamento da doença.

O boletim epidemiológico desta segunda-feira, 31, mostrou que a taxa de ocupação dos leitos de UTI (Unidade Terapêutica Intensiva) destinados ao tratamento da covid-19, em Vitória da Conquista, alcançou 84,6%. São 33 pessoas internadas em estado grave. Outras 20 ocupam leitos clínicos. O total de internações é 36% menor do que o registrado em 31 de janeiro do ano passado, quando 83 pacientes se recuperavam da doença em hospitais do município e nem sequer havia sido iniciada a vacinação contra o novo coronavírus.

A última vez que a taxa de ocupação de leitos de UTI covid-19 ficou acima de 80% na terceira maior cidade da Bahia foi em 28 de julho de 2021. Mas nesse período, Conquista possuía quase o dobro do número de leitos (clínicos e de UIT) disponíveis atualmente. Eram 148 e hoje são 77. A diminuição ocorreu após o fim do contrato firmado entre o governo municipal e o Hospital São Vicente. Além disso, também houve a redução dos leitos contratados pelo governo estadual no Hospital das Clínicas Conquista (HCC).

Tudo isso aconteceu mediante o avanço da imunização e da consequente queda de infecções, internações e mortes, que, entretanto, voltaram a subir a partir de dezembro do ano passado em meio às festas de fim de ano, ao afrouxamento das medidas sanitárias e a chegada da variante ômicron do coronavírus. Ela é 4,2 vezes mais contagiosa do que a delta, por exemplo, que já tinha um potencial muito maior de disseminação do que a cepa original.

Influência das vacinas na diminuição dos óbitos

Mesmo com as altas taxas de contaminação pelo novo coronavírus registradas no final de 2021 e no início deste ano, a quantidade de óbitos em decorrência do SARS-CoV-2 diminuiu significativamente. Em dezembro de 2020, 21 pessoas morreram pela covid-19 e no mesmo mês de 2021 foram 6 óbitos. Na comparação de janeiro de 2021 com o mesmo mês de 2022, a quantidade de mortes caiu de 44 para 20.

[infogram id=”42c9111a-23c4-402a-891b-9403a79398b0″ prefix=”Hob” format=”interactive” title=”Line Chart”]

A queda na quantidade de mortos pela covid-19 é consequência direta da vacinação contra o novo coronavírus. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), 80% dos internados pela doença no estado são aqueles que não tomaram nenhuma dose da vacina ou que não completaram o esquema vacinal.

Já os médicos da maior UTI do Brasil, no Rio de Janeiro, constataram que 91% das mortes são daqueles que não tomaram a segunda dose. Tais dados ressaltam a importância da imunização completa e, também, da dose de reforço.

Gosta do nosso trabalho? Então considere apoiar o Conquista Repórter. Doe qualquer valor pela chave PIX 77999214805 ou assine a nossa campanha de financiamento coletivo no Catarse. Assim, você nos ajuda a fortalecer o jornalismo independente que Vitória da Conquista precisa e merece!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • some
  • Somos uma organização de mídia independente que produz jornalismo local em defesa dos direitos humanos e da democracia no sertão baiano.
  • Apoie

© 2021-2024 | Conquista Repórter. Todos os direitos reservados.